Voltar ao topo

Biópsias ginecológicas

As biópsias ginecológicas podem ser feitas para descartar a presença de lesões pré-malignas ou malignas das regiões que constituem o aparelho ginecológico inferior (colo, endométrio, vagina e vulva), mediante a retirada de pequenos fragmentos de tecido que serão analisados em laboratório.

A do colo do útero e vagina é, por norma, indolor, com eventual sensação de cólica. A da vulva implica anestesia local e a de endométrio em procedimentos anestésicos hospitalares. As biópsias não devem ser realizadas quando há infeções, já que podem ser causa de hemorragia.

Na biopsia do colo do útero, ocorre, em muitas vezes, um pequeno sangramento que costuma ser auto controlado. Durante dois a três dias após qualquer biopsia deve-se evitar ter relações sexuais ou fazer duchas vaginais.