Voltar ao topo

LASER VAGINAL


A atrofia e o ressecamento vaginal ocorrem quando nosso corpo esgota a produção de hormônios, seja de forma definitiva como na menopausa ou temporária como no pós-parto, lactação e uso de medicamentos, causando intensos desconfortos nas pacientes, como dores no ato sexual, aumento das infecções vaginais e urinárias, frouxidão vaginal, perdas urinárias e até mesmo sangramentos. A terapia de reposição hormonal é uma opção de tratamento porém nem todas as pacientes podem ser submetidas ao uso de hormônios, seja por contraindicações (câncer de mama, histórico de trombose, etc.) ou até mesmo por medo dos efeitos e riscos. O tratamento com laser é uma opção segura, não hormonal, indolor, ambulatorial (sem internação hospitalar) e que pode ser realizado por mulheres em qualquer idade, para o alívio e tratamento destes sintomas. Não há idade mínima nem específica e sim a necessidade clínica.

O número de sessões é estabelecido dependendo do grau dos sintomas da paciente, e serão sempre em maior número dependendo da intensidade do quadro. Usualmente, para obtenção de melhores resultados, recomendam-se duas a três sessões com intervalos de 30 dias e manutenções anuais se necessário. Os resultados são rapidamente perceptíveis, com melhora logo nos primeiros 15 dias após a sessão, e o índice de satisfação é alto.